Blue-Eyes White Dragon: A história por trás do mito

Quando pensamos em Yu-Gi-Oh!, com certeza as cartas top of mind são Dark Magician e Blue-Eyes White Dragon, ases dos principais personagens de Yu-Gi-Oh! Duel Monsters: Yugi Muto e Seto Kaiba.

Blue-Eyes White dragon é um símbolo de Yu-Gi-Oh!, uma carta lendária com uma história linda. Blue-Eyes é uma das cartas favoritas de Kazuki Takahashi - criador de Yu-Gi-Oh! - e uma das primeiras cartas a serem desenhadas.

Kaiba e seu dragão tem ganho grande destaque novamente graças ao novo filme "The Dark Side of Dimensions" e aconteceram várias campanhas de merchan incríveis envolvendo Blue-Eyes, como essa exposição em um shopping no Japão: 

CRIAÇÃO, PRIMEIRAS APARIÇÕES E ARTES
Sua primeira aparição no anime foi no terceiro episódio do Yu-Gi-Oh! Toei Series - ainda antes do Duel Monsters - e no mangá, Blue-Eyes apareceu no capítulo nove, quando o jogo Duel Monsters finalmente é apresentado ao Yugi e seus amigos por seu avô, Sugoroku Muto. Em Yu-Gi-Oh! Duel Monsters, Blue-Eyes aparece logo no primeiro episódio.

Blue-Eyes sempre foi uma carta respeitada e temida. No "Yu-Gi-Oh! Duel Monsters" existem apenas quatro Blue-Eyes. Porém, no primeiro episódio Kaiba rasga o quarto dragão, visto que, segundo ele: "é uma carta forte demais e uma quarta poderia acabar se tornando inimiga."

Sendo uma das cartas mais icônicas de Yu-Gi-Oh!, Blue-Eyes tem diversas cartas derivadas, diversos suportes, - muitos deles novos e que tem dado uma força enorme ao deck - além várias artes e versões alternativas.


MAIS QUE O SÍMBOLO DE SETO KAIBA
Kaiba tem uma ligação muito forte com os Blue-Eyes e demonstra isso, desde o primeiro episódio já foi mostrado que Kaiba se importa em tê-los apenas para ele - mesmo que neste primeiro momento pareça ser apenas pelo poder do dragão.

O dragão é seu ás e o deck de Kaiba sempre busca invocá-lo o mais rápido possível. Mas essa ligação vai além dos duelos, Seto possui até mesmo um jato modelado com base no dragão, além de estátuas em frente aos seus edifícios, como a Kaiba Corp.

Porém, se engana quem acha que a ligação entre Kaiba e Blue-Eyes se dá apenas pelo poder do dragão no card game e que é algo superficial. As origens do lendário dragão branco estão no antigo Egito, numa época em que os monstros eram conhecidos como "Ka", eram espíritos.

O "Ka" refletia a natureza da pessoa que lhe originava e sua força vinha do "Ba", que é a energia da alma. O lendário dragão branco era um dos mais fortes espíritos do antigo Egito, sendo colocado lado a lado aos deuses egípcios em questão de poder. O espírito Blue-Eyes lutou junto do Sacerdote Seto - uma "versão" de Kaiba no antigo Egito que era um dos sacerdotes protetores das relíquias do milênio e do Faraó - na guerra contra Zorc.

Mas, Blue-Eyes não era o Ka de Seto. Era o Ka de uma mulher chamada Kisara, uma mulher que sempre cruzou a vida de Seto. Quando ainda era criança, Seto salvou a garota de comerciantes de escravos; pouco tempo depois, a garota de certa forma retribuiu o favor, quando inconscientemente soltou seu Ka após alguns comerciantes atearem fogo na aldeia de Seto e matarem sua mãe.

Anos mais tarde, Seto encontrou Kisara novamente. Ela estava sendo apedrejada e acusada de ser uma bruxa por causa de sua aparência: pele pálida, cabelo branco com tons de azul e olhos azuis. Shada - também um dos sacerdotes - conseguiu ver um grande poder em Kisara, um poder que ele afirmou ser "maior até mesmo que dos deuses". Seto salva a garota e a leva para o palácio, então reconhece que é a garota que salvou quando criança.

Seto e Kisara ficaram próximos e um sempre protegia ao outro, como quando Aknadin força a garota a lutar contra dois prisioneiros para testar sua força. Neste momento, Seto a salvou e logo em seguida acabaram caindo em uma fossa, mas a garota liberou seu dragão e os salvou.

O monstruoso poder de Kisara chamava a atenção de Aknadin, que ordenou que Seto matasse a garota e tomasse seu Ka para si, já que, segundo Aknadin: "o poder do dragão lendário pode ultrapassar o dos três deuses". Seto se nega e Aknadin o sequestra para tentar corrompê-lo, mas Kisara vai em busca de Seto para salvá-lo. Seto se nega à cooperar com com Aknadin e o diz que Kisara o mostrou uma luz, uma luz chamada amor. Então, Aknadin ataca Seto com forças das trevas, mas Kisara se projeta à frente dele e leva o golpe, o amor de Seto morreu em seus braços em uma cena muito comovente do anime.

Mesmo depois de morta, Kisara continuou ao lado de Seto. Ela o livrou do controle de Aknadin com sua luz e Seto se tornou o novo portador do Blue-Eyes, o espírito de Kisara. Na guerra contra Zorc, Seto lutou lado a lado com Atem usando seu Blue-Eyes. Kazuki Takahashi - criador de Yu-Gi-Oh! - afirmou que a ligação de Seto Kaiba com o Blue-Eyes se dá pelo grande amor de Sacerdote Seto e Kisara. Ela também teve uma carta inspirada diretamente nela, que é a Maiden With Eyes of Blue.

Abaixo, você conferir o episódio #214 de Yu-Gi-Oh! Duel Monsters, onde a morte de Kisara é mostrada.
É isso, pessoal. Espero que tenham gostado!
Blue-Eyes White Dragon: A história por trás do mito Blue-Eyes White Dragon: A história por trás do mito Reviewed by Barbecue on 13:38:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.